rss

 

Gato Havana | Chestnut Brown Foreign | Chestnut Oriental Shorthair

  • Publicado: 28/09/2010 19:23
  • Expira: Este anúncio expirou

No início do século XIX, em Inglaterra, foi observada uma gata castanha escura, chestnut em inglês, de nome Granny Grump. Muito mais tarde, por volta de 1880, outros gatos da mesma cor foram exibidos com muito êxito. Após quase meio século de esquecimento, por volta de 1950, a baronesa Von Ulmann, no intuito de obter um gato de tipo estrangeiro com pelagem chocolate uniforme, cruzou Siameses chocolate point e Europeus pretos. Foi muito bem sucedida, a tal ponto que outros criadores decidiram fazer o mesmo. Contrariamente à F.I.Fe, o G.C.C.F reconheceu a nova raça em 1958 sob a designação Chestnut Havana ou Havana Brown. Em 1971, optou-se pelo nome Havana, talvez tomando como referência a cor do charuto ou a pelagem de uma raça de coelhos e também a partir do momento em que a cor lilás foi admitida por algumas federações. Desde 1960, a raça goza de grande sucesso nos Estados Unidos, enquanto na Europa continua a ser rara. Recentemente, o cruzamento de um Havana Brown com um Gato Serval deu origem a uma nova raça baptizada de Savannah. Trata-se de um gato grande e esbelto, de pelagem manchada e reputado pela sua simpatia. O primeiro representante chegou a França em 1998. A S.C.F.F. reconheceu a raça há relativamente pouco tempo.

Caracteristicas:

Cabeça: Mais comprida do que larga. Modelo inglês, tipo oriental sem pinch nem stop. Modelo americano, ligeiramente triangular com stop e pinch pronunciado. Crânio ligeiramente arredondado. Faceiras autorizadas no macho adulto. Focinho longo, quadrado. Queixo forte, quadrado, firme.

Orelhas: Grandes, arredondadas na extremidade, espaçadas. Viradas para a frente, em alerta. Pouca pelagem, nomeadamente na face interna.

Olhos: Grandes, ovais, não globulosos, dispostos próximo da zona superior do nariz. Cores: todas as tonalidades e intensidades de verde. A alteração de cor está autorizada até ao um ano de idade.

Pescoço: De tamanho e comprimento médios.

Corpo: Tamanho e estrutura óssea média. Mediolíneo (tipo americano) ou longilíneo (tipo inglês). Musculatura firme.

Patas: Compridas, finas mas não em excesso. Pés compactos, ovais.

Cauda: De comprimento médio, não muito grossa na base, afilando até à extremidade.

Pelagem: Curta, fina, sedosa, lustrosa, acamada. Sub-pêlo não muito espesso. Pelagem com uma textura ligeiramente mais semelhante à pelúcia é autorizada na pelagem lilás. Cores: Chocolate: cor de castanha, castanho avelã uniforme. Bigodes e pele do nariz castanhos, almofadinhas cor-de-rosa. A C.F.A. apenas reconhece esta cor. Lilás: cinzento com reflexos rosados. Os gatinhos nascem com marcas sombreadas tabby que desaparecem durante o primeiro ano de vida.

Defeito: Ausência de quebra ao nível do focinho. Ausência de queixo. Cauda em nó. Desqualificação: cor dos olhos errada. Manchas brancas.

Carácter: Gato vivo, activo, brincalhão mas não agressivo. Distante em relação a estranhos, aprecia a calma e o conforto. Sossegado, afectuoso, muito meigo, adora o dono. Menos comunicativo que o Siamês, a sua voz é também menos forte. A sua manutenção requer apenas uma escovagem semanal.

Observação: Não são autorizados cruzamentos com outras Raças de Gatos.

7820 Visualizações, 1 até à data

  

Comentários

Comentários fechados.