rss

 

Gato Siames | Siamese Cat

  • Publicado: 19/11/2010 19:39
  • Expira: Este anúncio expirou

Esta raça vem mencionada num manuscrito datado de 1350, proveniente de Aythia, capital do antigo Sião, a actual Tailândia. Deve-se igualmente assinalar que no início do século XIX, o naturalista alemão Pallas, descreveu a existência de gatos brancos com extremidades escuras na Ásia Central. No Sião, este animal estava reservado à família real e era cuidadosamente guardado no palácio real. Contudo, dois Gatos Siameses de origem desconhecida foram apresentados com sucesso no Crystal Palace de Londres em 1871. Em 1884, Sir Owen Gould, cônsul de Inglaterra em Bangkok, obteve o casal Pho e Mia que trouxe consigo ao regressar à Grã-Bretanha, confiando-o aos cuidados da sua irmã, a Sra. Veley. Do cruzamento de Pho e Mia nasceram os primeiros campeões coroados em 1885. No mesmo ano, Auguste Pavie, um diplomata francês, trouxe também, dois exemplares de Bangkok para França. Tinham sido oferecidos ao Jardin des Plantes pelo Sr. Paire, ministro francês residente no Sião. Ainda em Paris, em 1893, o Sr. Oustalet, professor do Museu de História Natural, elaborou um artigo sobre os Gatos do Sião, artigo trazido mais tarde pela nora do Presidente Carnot. Em 1889, H. Weir publica a obra Our Cats and All About Them, a qual incluía um capítulo dedicado especificamente ao Siamês. O primeiro standard foi estabelecido pela G.C.C.F. em 1892. O primeiro clube da raça, o Siamese Cat Club, foi criado em Inglaterra em 1901. O Siamês Royal iniciava assim uma bela carreira. Em 1890, foram introduzidos nos Estados Unidos os primeiros Gatos Siameses. A partir de 1920, o Gato Siamês passou a ser alvo de uma enorme popularidade. A actual morfologia deste gato está bastante afastada da original, a qual era mais maciça e tinha formas mais redondas. Chegaram a ser admitidos animais estrábicos, com nó na cauda e até olhos verdes. Desde então, uma selecção orientada por determinados factores estéticos foi apurando os seus traços. A cabeça tornou-se triangular, a cauda sem nó e, consequentemente, mais comprida, e o estrabismo foi em parte eliminado.

Descrição:

Cabeça: De tamanho médio, está inscrita num triângulo formado por linhas rectas que vão desde o nariz até à extremidade das orelhas. Triângulo equilátero nos Siameses tipo inglês e isósceles no tipo americano. Visto de perfil, o crânio é ligeiramente convexo. Bochechas planas, no entanto, são permitidas faceiras nos machos adultos. Focinho fino. Nariz recto sem quebra. Ausência de pinch. Queixo firme, alinhado com a ponta do nariz.

Orelhas: Grandes, largas na base, bastante espaçadas, pontiagudas, em prolongamento dos lados do triângulo.

Olhos: De tamanho médio, amendoados, tipo oriental, oblíquos. Cor: o azul mais intenso possível.

Pescoço: Longo, fino, elegante, ligeiramente arqueado.

Corpo: Comprido, esbelto, tubular. Ombros e ancas da mesma largura. Estrutura óssea fina. Musculatura firme.

Patas: Compridas, finas. Estrutura óssea e musculatura finas. Pés pequenos, ovais.

Cauda: Comprida, fina, estreita na base, afilando até terminar em ponta.

Pelagem: Pêlo curto, fino, denso, sedoso, brilhante, deitado sobre o corpo. Sub-pêlo praticamente inexistente.  Cor: manto pigmentado nas extremidades do corpo (pontos), face (máscara), orelhas, membros e cauda. A cor destas áreas mais escuras deve ser o mais uniforme possível. Deverá apresentar um contraste muito nítido entre a cor dos pontos e a cor do corpo. Todos os Siameses são Colourpoint. As cores mais clássicas, reconhecidas pela C.F.A. são: Seal point: marcas (pontos) de tom castanho-escuro, fundo branco, casca de ovo, bege claro. Blue point: pontos azul aço, fundo branco gelo, branco azulado. Chocolate point: pontos de tom castanho-claro, fundo marfim. Lilac point: pontos bege rosado, fundo branco sujo a marfim (magnólia). O Gato Siamês, também designado Colourpoint de pêlo curto, pode ainda ser, Red point: pontos cor de ouro avermelhado, fundo branco com sombras alperce. Cream point: pontos beges, fundo branco com sombras bege. Tortie point: tartaruga. Exemplos: Seal Tortie point: manchas castanhas nos pontos, mancha vermelha na face, fundo castanho claro. Tabby point: riscas envolvendo as patas e a cauda, máscara raiada. Particolor: manchas brancas, puro numa parte da máscara, das patas e do corpo. Os Siameses nascem brancos. A partir do 5 dia, os pontos começam a definir-se. As áreas mais frias do corpo vão adquirindo cor. É por esta razão que, durante o Inverno, um Gato Siamês que viva no exterior é mais escuro do que outro que permaneça exclusivamente dentro de casa. A coloração torna-se definitiva entre os 12 e os 15 meses. Para além disso, a pigmentação do corpo escurece com a idade do animal. As marcas fantasma deverão desaparecer quando o animal atinge a idade adulta.

Defeito: Olhos muito claros. Deformação aparente ao nível da cauda. Pelagem imperfeita. Desqualificação: olhos de outra cor que não o azul. Manchas brancas nos pontos, excepto nos particolores. Manchas visíveis no abdómen.

Carácter: O Siamês, príncipe dos gatos, é talvez o mais extrovertido de todos os gatos domésticos. Dotado de um temperamento inconstante ou imprevisível, tem uma personalidade muito forte, podendo ser excessivo em tudo. Não é pacífico nem calmo. É o animal perfeito para quem deseja uma verdadeira presença. Hipersensível e muito emotivo, este animal adora ter companhia. Tem horror à solidão e não suporta a indiferença. Se for negligenciado, entra em depressão. De qualquer forma, procurará persuadir o dono através da sua voz muitas vezes forte e rouca, visto que é muito comunicativo. Seguirá o dono para todo o lado até que este lhe dê atenção. Exclusivo, muito possessivo e afectuoso, pode mostrar-se ciumento. Sociável, gosta de brincar com as crianças mas nem sempre aprecia a companhia dos seus congéneres. Este gato, muito sensível ao frio, aprecia o conforto e, como tal, a vida num apartamento. A gata atinge a puberdade precocemente, uma vez que o primeiro cio pode surgir a partir do 5 mês de idade. Os cios repetem-se de 15 em 15 dias, sem repouso sexual no Outono e Inverno. A prolificidade é superior à média da espécie. As crias, que são evidentemente hiperactivas e destemidas, devem ser cuidadosamente educadas. No que se refere aos cuidados da pelagem, estes animais apenas necessitam de uma a duas escovagens semanais. Deverá tomar banho alguns dias antes de ser apresentado numa exposição.

Observação: Cruzamentos autorizados com outras raças: Balinês, Oriental de pêlo curto, Oriental de pêlo comprido, e Burmês para obter um Tonquinês. Na verdade, hoje em dia existem diversos tipos de Siameses: o Gato Siamês Americano: cabeça em forma de triângulo isósceles, crânio estreito, olhos reduzidos a fendas, orelhas enormes, pescoço espectacular, corpo tubular, patas delgadas. Trata-se do hiper-tipo ou super-tipo. O gato Siamês Inglês: intermédio entre o tipo antigo e o tipo americano: cabeça em forma de triângulo equilátero, orelhas grandes, corpo longo mas não em excesso. É o mais popular, especialmente em França. Para além disso, os criadores fiéis ao Siamês tradicional criaram Siameses que não obedecem aos standards actuais. Como tal, têm novas designações: o Apple Head ou Apple Face (cabeça de maçã): tipo antigo, de cabeça redonda, recriado pelos criadores americanos agrupados no Tradicional Cats Association, fundado em 1987. O Thai: tipo antigo, obtido na Alemanha através do cruzamento entre Siameses com British Shorthair e com Europeus de cor uniforme.



7196 Visualizações, 3 até à data

  

Comentários

Comentários fechados.